Escalamentos FRIDA

Os Escalamentos FRIDA procuram fortalecer empreendimentos sociais que tenham desenvolvido soluções tecnológicas de sucesso, permitindo-lhes ganhar escala.

No âmbito desta chamada, os empreendimentos sociais incluem organizações com ou sem fins lucrativos, que procurem articular forças e estratégias de mercado para resolver problemas sociais.

Serão aceitas candidaturas de empreendimentos sociais que tenham desenvolvido com sucesso soluções tecnológicas inovadoras que atendam problemas sociais. As inovações a serem candidatadas deverão ter prova de conceito, ou seja, ter demonstrado seu potencial para resolver um problema social específico que justifique seu escalamento.

Os projetos apresentados devem estar em conformidade com as seguintes características:

  • Componente tecnológico: Em todos os casos, os projetos devem ter um componente tecnológico com o qual tenham procurado responder a um problema social.
  • Inovação: As soluções propostas devem ser inovadoras, isto é, apresentar novas estratégias, conceitos, ideias, metodologias e processos que respondam às necessidades sociais e fortaleçam às comunidades que procuram atender.
  • Impacto social: As soluções propostas devem procurar gerar valor social e demonstrar como abordarão as necessidades de comunidades específicas.
Chamada 2018

Em 2018 o Programa FRIDA vai oferecer apenas um escalamento de US$20.000 para um projeto sobre Tecnologias e Gênero.

Escalamento Tecnologias e Gênero

A disparidade de gênero na tecnologia continua sendo um desafio na América Latina e o Caribe. O Programa FRIDA outorgará um escalamento para um projeto que procure desenvolver soluções inovadoras focadas na promoção da igualdade de gênero e na liderança das mulheres no campo das tecnologias e da indústria da Internet. Serão priorizadas as iniciativas que trabalhem em torno a:

  • O desenvolvimento de habilidades digitais entre mulheres e meninas (codificação, gestão de redes e segurança, IPv6, Big Data, Robótica, Internet das Coisas, Inteligência Artificial, Computação na Nuvem, entre outras);
  • A participação das mulheres nos mercados digitais e seu acesso a trabalhos em tecnologia;
  • A aplicação de estratégias para defender os direitos digitais, maior segurança e inclusão de mulheres e meninas online;
  • O envolvimento das mulheres na implementação da infraestrutura da Internet para promover o acesso e adoção da Internet.

Os projetos deverão estar liderados por uma mulher, e serão priorizadas candidaturas de equipes de trabalho formadas em sua maioria por mulheres. Os projetos selecionados vão ter 12 meses para implementar as atividades.

Como candidatar e datas importantes

Os projetos deverão ser apresentados na plataforma de candidaturas de FRIDA clicando aqui: https://programafrida.net/pt-br/plataforma-de-candidaturas-frida. Nota: As propostas serão recebidas até o dia 15 de maio às 23:59h (UTC-3), horário do Uruguai.

A chamada 2018 estará dividida em duas etapas. Na primeira etapa, os candidatos apenas deverão apresentar um resumo de seu projeto usando a plataforma de candidaturas de FRIDA. Somente os projetos que fiquem pré-selecionados vão passar para a segunda etapa em que será solicitada a apresentação de uma proposta mais detalhada.

  • Abertura da chamada: Quarta-feira 4 de abril de 2018.
  • Prazo para apresentação de resumos: Terça-feira 15 de maio de 2018 às 15.59h (UTC-3).
  • Anúncio de projetos pré-selecionados: Quarta-feira, 20 de junho de 2018.
  • Apresentação de proposta detalhada dos projetos pré-selecionados: Quarta-feira 20 de junho a sexta-feira 6 de julho de 2018
  • Anúncio de resultados: Segunda-feira 13 de agosto de 2018.

Recomenda-se ler as perguntas frequentes antes de candidatar. Se tiver alguma dúvida, pode consultar pelo endereço: frida@lacnic.net.