Subsídios

Chamada 2016 encerrada. Anúncio dos resultados: 15 de junho.

Os Subsídios FRIDA concedem apoio financeiro para projetos de pesquisa e iniciativas inovadoras que procuram explorar o potencial das tecnologias de informação e comunicação para promover o desenvolvimento social e econômico da região, e o acesso à Internet.

Em 2016, FRIDA dispõe de US$145.000 para apoiar seis (6) projetos com subsídios entre US$20.000 e US$30.000. Todos os subsídios são de caráter não reembolsável. Os projetos selecionados terão 12 meses para implementar as atividades, com possibilidade de extensão para 15 meses.

As propostas serão recebidas da segunda-feira 14 de março de 2016 à sexta-feira 13 de maio de 2016. Haverá uma data de encerramento  intermédia para candidaturas antecipadas na quarta-feira 13 de abril de 2016.  Convidamos você a ler em detalhe os requerimentos de cada tipo de subsídio.

Candidate seu projeto aqui! Baixa a planilha pelo orçamento do projeto aquiAs propostas serão recebidas até as 23:59h (UTC-3), horário do Uruguai.

Subvenciones IDRC

Três subsídios de US$25.000 cada um. A seleção estará regida pelas três categorias temáticas de FRIDA: 1. Inovação técnica para o acesso e desenvolvimento da Internet. 2. Internet e tecnologias para a inclusão social, fortalecimento democrático e exercício dos direitos e liberdades. 3. Internet e tecnologias para o desenvolvimento social e econômico. Os candidatos devem acompanhar a proposta com um orçamento e cronograma de trabalho, e propor processos concretos para medir o impacto.

Subvenciones Internet Society

Dois subsídios entre US$20.000 e US$30.000. Os projetos devem estar focados em segurança e resiliência em relação a dois dos principais pilares da Internet: gestão de nomes e roteamento.  Todos os projetos candidatados devem ter um componente de implementação.  Os candidatos devem acompanhar a proposta com um orcamento e cronograma de trabalho, e propor processos concretos para medir  o impacto.

Subvenciones LACNIC

Um subsídio de US$20.000 para projetos inovadores que abordem desafios relacionados com a transição e implementação do IPv6 na região. Podem candidatar-se tanto organizações quanto equipes de pesquisa, para a realização de projetos e / ou pesquisas que contribuam a superar os desafios da transição e promovam a implementação do IPv6 a nível local ou regional. Os candidatos devem acompanhar a proposta com um orçamento e cronograma de trabalho, e propor processos concretos para medir o impacto.