Projetos selecionados 2018

Prêmios FRIDA 2018

Atalaya Sur. Uma experiência de conectividade comunitária e apropriação popular da tecnologia

Asociación para el Fortalecimiento Comunitario

Desde 2014, a Atalaya Sur desenvolve na Villa 20 (Buenos Aires, Argentina) uma proposta de apropriação popular da tecnologia através do desenvolvimento de três linhas de trabalho: lutar pelo direito à internet, democratizar a produção de conteúdos e discursos, e implementar vocações tecnológicas por meio de oficinas de TIC em um dos maiores assentamentos da Cidade Autônoma de Buenos Aires (30.000 habitantes em condições de vulnerabilidade econômica e social).

Editatona, quebrando a lacuna de gênero na Wikipédia

Wikimedia México

Editatona nasceu no final de 2014 com o objetivo de reduzir a lacuna de gênero na Wikipédia. A enciclopédia on-line sofre, como muitos projetos tecnológicos, uma lacuna de gênero inaceitável que se reflete no número de colaboradoras (de cada 10 wikipedistas, apenas uma é mulher) e no conteúdo criado: de todas as biografias que existem na Wikipédia em espanhol, apenas 16% correspondem a mulheres, além de que muitos artigos têm inclinações machistas e sexistas.

Promovendo carreiras de TIC em adolescentes do ensino médio no Uruguai

Universidad de la República, Facultad de Ingeniería

Professores e estudantes mulheres dos Institutos de Computação e Engenharia Elétrica da Universidade da República do Uruguai, articulando funções de extensão e ensino, desenvolveram uma iniciativa para aproximar aspectos das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) às estudantes mulheres do ensino médio com o objetivo de promover a sua formação nesta área.

Subsídios FRIDA 2018

Laboratório Móvel para o desenvolvimento de habilidades STEM em estudantes e graduadas do bacharelado em educação infantil da Universidade do Magdalena

Universidad del Magdalena

O grupo de pesquisa GINFED (Grupo de Pesquisa em Informática Educacional) propõe a criação de um laboratório STEM para treinar estudantes e graduadas do Bacharelado em Educação Infantil da Universidade do Magdalena em aplicativos de robótica educacional (Scratch Jr, Scratch, e MBlock).

Provedores comunitários no Brasil

Associação ARTIGO 19

O grande desafio da humanidade – no qual governos, atores privados, academia, sociedade civil e sociedade em geral estão comprometidos – é conectar o próximo trilhão de pessoas à Internet, cujo acesso foi identificado como um direito fundamental, essencial para exercer a liberdade de expressão, de associação, de acesso à informação e a realização de outros direitos econômicos, sociais, culturais e ambientais das pessoas, bem como para o escopo da Agenda para o Desenvolvimento 2030 (resolução A/HRC/32/L.20 do Conselho de Direitos Humanos da ONU, 2016).

Redes Comunitárias como programa social

Asociación Colnodo

A Colnodo fornece serviços de comunicações para organizações colombianas e regionais com o objetivo de facilitar a troca de informações e experiências no âmbito local, nacional e internacional por meio do uso de redes de baixo custo.

Escalamentos FRIDA 2018

Acoso.Online: Tecnologias para resistir à pornografia não consensual

Acoso Online

Acoso.Online é o primeiro site da América Latina voltado para vítimas de pornografia não consensual, que fornece orientações diretas sobre como lidar com as plataformas, os desafios legais, judiciais, organizacionais e de segurança relacionados a esse tipo de violência contra as mulheres e as pessoas LGBTQI.